.

.

28 de agosto de 2014

SEMUC: Feira Cultural e de Artesanato "Zenaide Araújo Lobo", é o evento que vai resgatar a cultura chapadinhense.


A Lei n.º 964 de 20 de maio de 2003 que criou a Feira Cultural e de Artesanato "ZENAIDE ARAÚJO LOBO" estava engavetada, e os nossos artistas chapadinhenses desvalorizados e à margem da sociedade. O resgate cultural é urgente antes que a nossa cidade fique completamente apagada !


A Prefeitura de Chapadinha através da Secretaria Municipal de Cultura (Semuc) realizou nesta quarta (27) uma reunião com o objetivo de fazer levantamentos e planejamentos de ações culturais a serem desenvolvidos em conjunto com as entidades e demais seguimentos  artísticos em nossa cidade.

A mesa de discussão foi presidida pela secretária de Cultura, Nágera Pontes, tendo como participantes o coordenador de Cultura, Arnaldo Costa; a coordenadora do Cras da Vila Isamara, Geyzianne Silva; Professores Rita Monteiro e Mauro Regges; O dançarino Klesmildo Silva; o ator profissional Victor Hugo e o artista plástico Diogo Rodrigues.


Entre os presentes estava o poeta, João Paraibano; o cantor Carlinho Maranhão; a gestora do colégio Bandeirantes, Lonília Gomes; o vereador e representante da associação do Real Brasil, Manin Lopes; o representante da comunidade Quilombola do Barro Vermelho, Sebastião Pereira; o Babalorixá Jucivan Barbosa, o ator Iran Libório; a coordenadora geral do "Mais Educação", Marinalva; representantes de igrejas, associações, professores, artesãos, cantores e demais artistas. Registrada também  presença da secretária de Igualdade Racial, Chiquinha Pessoa e a secretária adjunta da mulher, Eliany Alves.

O cordelista João Paraibano aproveitou a oportunidade para divulgar suas obras e recitar versos improvisados elogiando a atitude louvável dessa ocasião. O poeta disse que há tempo Chapadinha necessitava de autoridades que realmente pudesse valorizar  os artistas de nossa cidade 

Entre os assuntos da pauta foi discutido a Lei estadual de incentivo a Cultura (9.437/2011)  que a apoia as atividades e eventos de caráter artísticos, culturais e esportivos no Maranhão, onde os artistas e entidades são convocados através de editais e selecionados por meio de projetos, avaliados pela Secretária Estadual de Cultura (Secma).

A Lei Municipal n.º 964/2003 que instituiu a FEIRA CULTURAL e de ARTESANATO "ZENAIDE ARAÚJO LOBO", foi outra pauta amplamente discutida. Finalmente  o governo de Ducilene Belezinha, comprometido com a cultura de nosso município, sob a gestão da secretária Nágera, a lei será colocado em prática após 11 anos de inoperância.

A lei mencionada dispõe sobre a criação da Feira Cultural e de Artesanato que se estivesse sido efetivada ao longo dos anos, Chapadinha tinha apresentações culturais sempre no último sábado do mês, ou no sábado anterior às festividades do dia das Mães, dia dos Pais, Páscoa, dia dos namorados, Festejo de Nossa Senhora das Dores e Natal.

Nágera e os demais artistas reconheceram a importância desta lei para resgatar a cultura local e se comprometeram de criar uma programação para o último sábado de setembro, com apresentações de danças, teatro, música, capoeira, exposições de artesanatos e outras manifestações culturais. Dia 09 do próximo mês haverá outra reunião no auditório da prefeitura para acertar os detalhes deste evento.

Professores e coordenadores do "Mais Educação" se dispuseram a contribuir com as ações  desenvolvidas pelo programa, o qual já começa a destacar vários artistas mirins nas escolas da rede municipal. Os gestores dos colégios estaduais também tem promovido ações culturais e com certeza com a participação e a criatividade dos alunos, a Feira Cultural de setembro será um sucesso.

As instituições religiosas e outras entidades que desenvolvem atividades voltado para a cultura em nossa chapada terão uma parcela de contribuição significativa na realização da 1ª Feira Cultural. A sociedade esportiva "Real Brasil"  e o "Boa Vontade", que há anos vem dando  exemplos, estão otimistas e dispostas  para  alavancar essa nova fase na história de Chapadinha.

O vereador Manin comentou sobre a importância da discussão do projeto de Lei da criação do SISTEMA MUNICIPAL DE CULTURA (SMC) que se encontra no legislativo para a devida aprovação. A secretária Nágera Pontes se dispôs a criar uma comissão para analisar o SMC, no sentido de que todas as entidades culturais do município se tornem partícipes do Conselho Municipal de Cultura (CMC) que será criado após a sanção da referida lei. Em pauta a reunião do dia 09 de setembro também abordará essas questões.

No levantamento das ações e propostas a serem executadas pela SEMUC, os participantes da reunião sugeriram, através de um questionário aplicado, que o poder público através da Secretaria de Cultura, promova, de fato, as feiras culturais, com  festivais de música, dança, viola, teatro, literatura de cordel, poesia, capoeira, exposições artesanais e artes plásticas.

A aquisição de um espaço físico cultural onde possa ser realizados cursos, oficinas, capacitações e outras atividades foi a principal reivindicação dos artistas. Nágera disse ao Chapadinha Anúncios que está conseguindo junto a prefeita, um espaço que se tornará a  Casa de Cultura. 

"Belezinha já declarou a sua intenção de buscar recursos para a implantação em nosso município de um Centro de Convenções Culturais. Esse é o sonho da nossa prefeita, mas antes mesmo que essa obra grandiosa aconteça, é urgente que a Semuc tenha logo uma Casa Cultural que viabilize todas as ações propostas nesta reunião", enfatizou a secretária na entrevista ao blog.

Portanto a 1ª Reunião Cultural que aconteceu ontem, foi muito produtiva, pois começou a despertar nossos artistas para um só objetivo: UNIR FORÇAS EM PROL DO DESENVOLVIMENTO CULTURAL DE CHAPADINHA-MA.

Enedilson Santos.


0 comentários:

ÚLTIMAS POSTAGENS